domingo, 17 de outubro de 2010

- Pimenta

                                         INTRODUÇÃO
            ESTE LIVRETO foi elaborado especialmente para a minha querida cunhada CONSUELO QUINTÃO que está na capa. Consuelo é uma chilihead. Assim são chamados os viciados em pimenta. Este trabalho está sendo estendido também a você que gosta e é um grande apreciador de pimenta (Molhos, conservas, doces, geléias) na esperança de que, a partir deste momento, além de imaginar o cheiro destas gostosuras picantes, você possa ter a possibilidade de participar delas.
            PODE apostar sem medo de perder: pimenta pode ser, sim, até muito doce. O sabor ardido pode ceder lugar ao adocicado, em deliciosas compotas, como a receita que descobrimos lá em Sergipe. É uma sobremesa para deixar seus convidados de queixo caído.
            COM PIMENTA É ASSIM: ou você ama ou odeia, mas o que nem todos sabem é que ela é muito mais do que um condimento picante. “É rica em betacaroteno, que ajuda no combate ao câncer. Por outro lado, pesquisas recentes viram que a pimenta tem uma substância que ajuda na redução do peso”, explica a nutricionista Marta Magalhães.
            PIMENTA TAMBÉM É REMÉDIO: faz bem á saúde e seu consumo é essencial para quem tem enxaqueca e dor de cabeça crônica. Essa afirmação pode cair como uma surpresa para muitas pessoas que, até hoje, acham que o condimento ardido dever ser evitado. A pimenta traz consigo alguns mitos, como por exemplo, o de que provoca gastrite, úlcera, pressão alta e até hemorróidas. Nada disso é verdade. Por incrível que pareça, as pesquisas científicas mostram justamente o oposto! Excessão para as pimenta-do-reino e pimenta-da-jamaica que fazem mal para os que já sofrem de males hemorroidários.
            "SE A PESSOA tem gastrite, síndrome do intestino curto ou alergia a componentes da pimenta, seu consumo não é recomendado em nenhum grau, pois os efeitos podem ser graves. Fora isso, não há problema algum em comer pimenta. O máximo que ocorre é arder a boca", garante a nutricionista gaúcha Márcia Keller Alves, autora de uma dissertação de mestrado sobre os efeitos da pimenta no organismo. Entre os principais benefícios do consumo das frutas da pimenteira, aponta ela, estão a redução do colesterol e o aumento do metabolismo, o que ajuda a emagrecer.
            A SUBSTÃNCIA química que dá à pimenta o seu caráter ardido é exatamente aquela que possui a propriedade benéfica à saúde. No caso da pimenta-do-reino, o nome da substância é piperina. Na pimenta vermelha , é capsaicina. Estas substâncias ardem, mas têm propriedades antidor. Provocam liberação de endorfinas – verdadeiras morfinas internas, analgésicos naturais extremamente potentes que o nosso cérebro fabrica.
            AS SUBSTÂNCIAS picantes das pimentas (capsaicina e piperina) melhoram a digestão, estimulando as secreções do estômago. Possuem efeito carminativo (antiflatulência). Estimulam a circulação do sangue no estômago, favorecendo a cicatrização de feridas (úlceras), desde que, é claro, outras medidas alimentares e de estilo de vida sejam aplicadas conjuntamente (Oriente-se pelo livro A Dor de Cabeça More Pela Boca).
            A PIMENTA faz com que o corpo libere endorfina, o hormônio do bem-estar, o mesmo que entra em ação depois da prática de atividades físicas. Uma garfada bem apimentada provoca a conhecida sensação de queimação por toda a boca. Quando isso ocorre, o cérebro interpreta o fato como uma queimadura real e libera endorfina para gerar alívio.
            VITAMINADAS - Também estão em progresso pesquisas que tentam provar de que forma substâncias antioxidantes presentes nas pimentas do gênero Capsicum podem atuar na prevenção ou tratamento de aterosclerose, câncer e doenças degenerativas. E não é só. "O valor nutricional da pimenta é alto. Ela é rica em vitamina A e, quando in natura, também em vitamina C, além de cálcio, ferro, caroteno, fibras, tiamina, niacina e riboflavina", explica a coordenadora do curso de gastronomia da Faculdade Estácio de Sá, em Belo Horizonte, Nádia Antunes.
            EXISTEM cada vez mais estudos demonstrando a potente ação antioxidante (antienvelhecimento) da capsaicina e piperina. Pesquisas têm demonstrado potentes propriedades antiinflamatórias das pimentas. A pimenta possui até propriedade anticâncer.
Por tudo isso, a dica é: o que você está esperando para apimentar a sua vida?

Anatomia da Pimenta

COMO TORRAR, MOER, ESMAGAR OU TRITURAR especiarias.
 Na índia fazem isso em uma frigideira. Em Catanzaro (região da Calábria), na Itália, aprendemos como torrar, moer ou triturar pimentas vermelhas (usam principalmente a Dedo-de-moça). Forno pré-aquecido a 25O° com as pimentas espalhadas em um tabuleiro que deve ser sacudido de vez em quando. Até que fiquem um pouco escurecidas e aromáticas. Retire e deixe arrefecer antes de triturar e moer. Use um almofariz e pilão de pedra, ou, rolo de massa com pimentas envolvidas por pano, moinho de café (só pra isso). Faça-o com perseverança e paciência no final pode ser necessário passar o pó pela peneira.

BHUT JOLOK
PIMENTA MAIS ARDIDA DO MUNDO -
                        (Capisicum Chinense) (Ardência : superior a 1.000.000 Scoville)
A pimenta BHUT JOLOKIA em 2007 foi confirmado pelo Guinness World Records como a pimenta mais ardida do mundo, substituindo a Red Savina. É nativa de Assam que fica a Nordeste da Índia. Também cresce nos estados indianos de Manipur e Nagaland e agora também aqui quintal da Consuelo em Rio Pomba estado de Minas Gerais, heheheh !

                                                                  7POD ou 7POD
A Pimenta 7POD é nativa da região de Chaguanas em TRINIDAD e é extremamente rara. Nas regiões do Caribe também é conhecido como 7POT, como um POT é dito para fornecer calor suficiente para apimentar a 7 potes de ensopado.
As 7PODS têm forma de Habaneros, porem seu aroma e ardor se compara a outra variedade temível - a Naga Morich. Raramente a proporção de tecido placentário é muito alto - uma alusão às razões pelas quais esta pimenta é tão escandalosamente quente. São quase impossíveis de encontrar sementes e fornecedores comerciais deste tipo de pimenta.
É UMA RARIDADE.

CHIPOTLE
Com essa pimenta fazemos o tradicional CHIPOTLE. CHIPOTLE é o molho mais comercializado no México e Espanha. Após ser seca em defumador, a pimenta passa por um processo de reidratação em Azeite Extra-Virgem e posteriormente é processado o molho.
Confraria da Pimenta ( http://confrariadapimenta.blogspot.com/ está desenvolvendo um fantástico molho de CHIPOTLE e em breve espera estar comercializando.

PIMENTA-DO-REINO
A pimenta-preta (Piper nigrum), também conhecida como pimenta-redonda, Ouro Negro ou pimenta da Índia e, no Brasil, como pimenta-do-Reino, é uma das mais antigas especiarias conhecidas. Da família das piperáceas é uma pimenta trepadeira originária da índia. Chegou ao Brasil no século XVII, mas o maior impulso para o seu cultivo se deu com a chegada das mudas da variedade Cingapura, trazidas pelos imigrantes japoneses, a Tomé-Açu, no Pará, em 1933. Hoje o Brasil é um dos maiores produtores mundiais. Para se obter a pimenta preta, colhem-se os frutos quando começam a amadurecer e os cachos são postos para secar ao sol. Depois de secos ficam enrugados e pretos. São então debulhados para ser vendidos inteiros, ou, o que é mais frequente, moídos. Pelo fato de perder rapidamente a qualidade quando moída, deve ser adicionada no prato no fim do preparo e de preferência moída na hora. A pimenta-do-reino moída como o cravo e a canela em pó, pode ser usada também em pratos doces. Nos salgados, seu uso é ilimitado.
Pimenta também é remédio. A pimenta faz bem à saúde e seu consumo é essencial para quem tem enxaqueca e dor de cabeça crônica. Melhoram a digestão, estimulando as secreções do estômago. Têm ação antienvelhecimento e antiinflamatório. Não é bom para quem sofre de males hemorroidáreos.
Experimente combiná-la com outros temperos, como manjericão, cardamomo, canela, cravo, coco, coentro, alho, gengibre, noz-moscada, salsinha, alecrim, tomilho, açafrão... ela combina com quase todos os tipos de comida.
Podem ser consumidas frescas ou secas e moídas. Constituem excelentes fontes de vitaminas A e C.
A pimenta-do-reino branca é obtida através da remoção da casca preta da fruta seca.
Pimenta-do-reino verde, também apresenta como diferencial o estágio da colheita. É comercializada em forma de conserva. Quando usada na forma inteira, é macia e pode ser ingerida em pratos com steak de filé mignon com poivre vert (pimenta verde em francês).

                                                PIMENTA-DA-JAMAICA
A Pimenta-da-jamaica (Pimenta dioica) é uma árvore que chega a medir até 10 metros, da família das mirtáceas. Nativa da América Central e Caribe, sua madeira é própria para o fabrico de bengalas, e a casca, os frutos e as sementes são estimulantes, carminativos, aromáticos e sucedâneos da pimenta-do-reino. Também é conhecida pelos nomes de murta-pimenta, pimenta e pimenta-de-coroa.
Ela se parece em quase tudo à pimenta-do-reino sendo bom para a saúde a excessão para os sofrem de males hemorroidáreos.
As folhas desta árvore têm aplicações medicinais (ex.: em males ginecológicos ou como analgésico) e no fabrico de cosméticos e perfumes. A madeira utiliza-se para construção de móveis e de edifícios rurais. As flores são úteis para a produção de mel e as árvores para o ensombramento de cafezais, como cercas vivas ou como ornamentais. É nativa dos neotrópicos aos quais se restringe a sua distribuição actual (México, Belize, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Cuba e Jamaica).
O seu sabor é bastante apreciado e lembra a combinação de canela, noz-moscada e cravo-da-índia. O interior dos frutos contém duas sementes que depois de beneficiadas dão um sabor especial às conservas, e servem para condimentação de carnes e mariscos. A pimenta-da-jamaica branca é ideal para carnes brancas, maioneses e molhos brancos, por ser mais suave. A preta é indicada para carnes vermelhas. A pimenta moída serve para aromatizar bolos, biscoitos, pudins, carnes, sopas e molhos.
Culinária (vide receitas apostas mais em baixo).
Se você for no MERCADO CENTRAL DE BELO HORIZONTE você encontra quase todas estas pimentas descritas neste BLOG.
A Jamaica é o maior produtor com cerca de 70% da produção mundial.

Vejam as pimentas hoje que tem baixo teor de ardência

PIMENTA-DE-CHEIRO: 20.000
As cores variam do verde-claro ao amarelo forte. Comum do Norte ao Sudeste do Brasil. Bastante aromática.

DEDO-DE-MOÇA: 15.000
Pouco pungente, quando seca e picada é chamada de pimenta-calabresa (comum no Sul do País)

JALAPEÑO: 5.000
                 É a mais consumida nos EUA, ao lado da tabasco. Faz excelentes molhos

BIQUINHO: 1.000
               Pequenina e doce, é usada em molhos, conservas ou comida in Natura
               Fontes: Caderno Paladar do Estadao, wwww.estadao.com.br
Confraria da Pimenta ( http://confrariadapimenta.blogspot.com/) veja este Blog e aprenda mais.

          FURIOSAS E VICIANTES - Parte-01
Se para você pimenta boa é a que faz a boca queimar, os olhos lacrimejarem e o corpo suar, há boas chances de você ser um chilihead - é assim que os viciados em pimenta são chamados. E como a moda agora são pimentas cada vez mais picantes, o negócio é conhecer a pungência das variedades populares. A classificação mais objetiva é a escala de Scoville, criada com rigor científico pelo químico norte-americano Wilbur L. Scoville em 1912. É essa a medida que está nas pimentas deste BLOG. Cada unidade Scoville refere-se à quantidade de vezes que um extrato de pimenta dissolvida em álcool pode ser diluído em solução de água e açúcar. Ou seja, o que ela precisa para ser neutralizada. Vai encarar?

Vejam as pimentas hoje que tem alto teor de ardência
                                Escala de pungência Scoville: ALTA


JOLOKIA: 1.000.000
A mais ardida do mundo, de cores vermelha e marrom. Não tente comer crua.

HABANERO: 500.000
 Madura fica levemente doce. Tem várias cores.
Faz salsas, moles e chutneys.

SCOTCH BONNET: 250.000
  Achatada e irregular, tem aroma frutado. Vai bem em molhos caribenhos, como o jerk.


RED SAVINA: 200.000
   "Fabricada", surgiu na Califórnia. De casca ondulada, dá bons molhos e conservas.
MALAGUETA: 100.000
                   Tempero baiano por excelência. Vai bem com peixes e carnes.
                               Tem na minha horta do 2º andar daqui de casa.
      Batemos no liquidificador e fazemos uma PASTA. Ela já vem curtida no azeite ou pinga.
                               Usamos quase todos os dias como tempero.

Vejam as pimentas hoje que tem médio teor de ardência
                          Escala de pungência Scoville: MÉDIA.

MURUPI: 60.000
     Aromática e abundante no Norte do Brasil, onde é conservada no soro de leite.

FIDALGA: 50.000
         Comum em MG e SP, faz bons molhos, conservas e acompanha saladas.

PIMENTA-DE-BODE: 50.000
             Em Goiás, é usada como tempero em quase todos os pratos triviais.

CAIENA: ATÉ 50.000
Pimenta-caiena, Pimenta-de-Caiena ou pimenta-vermelha. Deve o seu nome à cidade de Caiena na Guiana francesa. Consumida seca e moída na África utilizada também na cozinha indiana e chinesa. Indispensável na culinária cajun de New Orleans (EUA).

TABASCO - ATÉ 50.000:
Alongada, de cores amarela e vermelha, é saborosa e encontra sua melhor forma em molhos. TABASCO. O molho de pimentas número 1 no mundo é produzido nos Estados Unidos desde 1868, em um processo de colheita e produção manual, como nas mais famosas vinícolas do mundo. O molho de pimenta Tabasco transformou-se em vedete no seu segmento.

CUMARI: ATÉ 50.000
De frutinhos verdes, ovalados e pequeninos, é usada em molhos ou fresca. Conhecida também pelos nomes de Cumbari e Comari. É encontrada apenas no Brasil e tida como uma variedade silvestre muita apreciado por pássaros. Bastante empregada em molhos, cozidos e marinado.

  Pimenta CHILI
Pesquisadores americanos descobrem nova evidência de que pimenta chili emagrece. A capsaicina, componente ativo das pimentas chili, pode causar perda de peso e diminuir o acúmulo de gordura, desencadeando algumas mudanças de proteína benéficas no corpo, segundo um novo estudo sobre o tema. O relatório, que poderia levar a novos tratamentos para a obesidade, aparece na publicação mensal Journal of Proteome Research, da Sociedade Americana de Química.

Pimenta Vermelha
Pimenta vermelha ajuda a controlar pressão arterial. Componente encontrado no condimento relaxa os vasos sanguíneos. Pesquisadores da Terceira Universidade Médica Militar de Chongqing, na China, descobriram que um componente ativo encontrado em pimentas vermelhas causou relaxamento dos vasos sanguíneos de ratos hipertensos.
     Provocações ao paladar

Vermelhas, amarelas ou verdes, quem não tem alguma história para contar sobre a pimenta? Seja com lembranças de experiências ou de uma explosão de sabor, qualquer encontro com este ingrediente pode ser inesquecível. Tanto para os grandes apreciadores quanto para aqueles que ainda resistem à sua provocação, as primeiras fazem parte da nossa história, das memórias, e claro, da cozinha brasileira.
De acordo com nossas pesquisas as pimentas mais utilizadas em nossa culinária são as do gênero Capsicum. Entre elas estão a malagueta, a dedo-de-moça, a pimenta-de-cheiro, a cumari, a pimenta-de-bode, a muripi e a biquinho.

Pimenta tipo Calabresa Malagueta Defumada e Moída
(Ardência : 50.000 Scoville)
SABOR E AROMA "ESPETACULAR" INIGUALÁVEL !
Quando falamos "Pimenta tipo Calabresa" estamos nos referindo sempre ao processamento que a pimenta teve de desidratação e secagem, e, nunca nos referindo a "qualidade" da pimenta. Sendo assim, toda vez que ler ou ouvir falar em "pimenta tipo calabresa", procure saber qual a qualidade que foi seca. No caso acima, como mencionado,  é da qualidade MALAGUETA.
Para comprar mande um e-mail para: prof.pimenta@gmail.com

                                Pimenta Lemon Drop Hot
                                     (Capsicum Baccatum) (Ardência : 28.000 Scoville)
Esta pimenta é uma relíquia das pimenta. Com aroma extremamente cítrico e cor verde-limão, esta pimenta é muito utilizada em pratos e temperos no PERU que é seu país de origem. Sua cor varia do verde-claro opaco ao verde-limão-amarelado (fluorescente).

Pimenta SERRANO
                          (Capsicum annuum) (Ardência : de 10.000 a 23.000 Scoville)
Originária do México é também conhecida como pimenta-verde, pois geralmente é consumida antes de seus frutos atingirem a maturidade. Sua cor varia do verde-claro ao verde-escuro, mas, depois de maduros, os frutos tornam-se vermelhos, marrons, alaranjados ou amarelos.
Tem uma linda aparência. Quando madura, o fruto parece que está encerado devido a intensa cor brilhante.
É excelente em molhos para acompanhar frutos do mar, carnes e aves. De formato alongado, mede de 5 a 10cm de comprimento e 1cm de largura.

Pimenta Mushroom
                                    (Capsicum annuum) (Ardência : 15.000 Scoville)
Dona de uma linda cor amarelo-alaranjada, é bastante brilhante. Conhecida também por pimenta-cogumelo, devido a seu formato campanulado, mede em torno de 4,5 cm de diâmetro e 3 cm de comprimento. É muito cultivada na Jamaica, onde os seus frutos desenvolvem maior pungência do que em outros países, como o Brasil. De modo geral, no entanto, ela apresenta picância suave.

Pimenta PETER ou PENIS PEPPER
                                        (Capsicum Annuum) (Ardência : 40.000 Scoville)
Planta vigorosa e ereta de folhagem verde-clara. Frutos alongados e bastante enrugados, medindo cerca de 8 x 2,5 cm, com coloração vermelha brilhante quando maduros. Dicas: conhecida como “Penis Pepper”, em razão da sua aparência é muito utilizada como planta ornamental, sendo indicada também para conservas. Pode ser cultivada em vasos.

BLACK HABANERO
                                       (Capsicum chinese) (Ardência : 550.000 Scoville)
É a pimenta mais picante que se tem conhecimento, sendo 100 vezes mais ardida que o Jalapeño. Por isso, é bom ter cuidado ao manuseá-la, para evitar irritações nos olhos e nos dedos.
Apesar da forte picância, seu sabor único e as cores intensas combinam perfeitamente com pratos à base de tomates. Quando maduro, o fruto torna-se levemente doce, a as nuanças frutais se acentuam. É UMA RARIDADE.

Pimenta Pitanga - AMARELA
                             (Capsicum baccatum) (Ardência : de 15.000 a 30.000 Scoville)
De frutos arredondados, cor amarela e estrias laterais, lembra a fruta PITANGA que lhe empresta o nome. Apesar de bastante conhecida no Centro-Oeste brasileiro, ainda é pouco consumida - para sorte de inumeros pássaros, que a adoram.
Mede entre 2 e 3cm de diametro e atinge até 2cm de comprimento. Pode ser utilizada em caldos e ensopados de peixe.

Pimenta NUMEX BIG JIM
                                   (Capsicum annuum) (Ardência : de 4.000 a 6.000 Scoville)
Originaria do estado do NOVO MÉXICO nos Estados Unidos, esta pimenta é gigante mesmo.
Está relacionada no livro dos recordes como a maior pimenta do mundo. Chega a atingir 12 a 15 polegadas, ou seja, de 30 a 38cm de comprimento.
Excelente pimenta para ser utilizada em picles ou mesmo para desidratar e fazer pimenta seca, pois sua grande quantidade de polpa dá um alto rendimento.
Seu grau de ardência é baixo, e sua forma mais comum de consumo é quando está madura na cor Vermelha.

Pimenta Carrot Bulgarian Pepper
                                  (Capsicum Bulgarian Carrot) (Ardência : 15.000 Scoville)
É uma relíquia de família encantadora (Capsicum Bulgarian Carrot), que tinha a sua semente declaradamente contrabandeados para fora da Cortina de Ferro um quarto de século atrás
“CARROT” significa “CENOURA” em inglês. Esta pimenta originária da Bulgária de cor alaranjada é muito similar a uma Cenoura apenas na sua aparência, porém seu sabor é frutado e picante ao mesmo tempo.
O pé de CARROT BULGARIAN PEPPER cresce entre 45cm a 60cm e é muito produtivo, ou seja, é compacta o suficiente para ser plantada em vasos. Os frutos crescem perto do caule onde ficam bem protegidos das queimaduras solares. Já o fruto de tamanho entre 9 cm e 12 cm tem bastante polpa e deve ser colhido apenas quando atingir a cor alaranjada. É muito utilizada tostada na frigideira.

PIMENTA CHOCOLATE HABANERO
                                     (Capsicum chinese) (Ardência : 580.000 Scoville)
É um pouco mais ardida que a BLACK HABANERO sendo considerada a pimenta "domesticável" mais picante que se tem conhecimento. Originária da Jamaica, esta preciosidade varia do tom esverdeado a Marrom "Bombom", sendo sua semelhança de cor ao Chocolate muito grande. Tem sabor extremamente frutado. A primeira sensação ao ingeri-la é de estar comendo uma fruta porém muito mas muito ardida. Muito utilizada seca e defumada. É UMA RARIDADE.

Pimenta PEPERONCINO
                                 (Capisicum annuum) (Ardência : quase ZERO Scoville)
Esta pimenta encontra uma larga aplicação na culinária italiana. Também é bastante popular nos Estados Unidos, onde, as vezes recebe o nome de BELL PEPPER, que também denomina alguns tipos de pimentões. Ela é originária da região da Sicília e da Sardenha, na Itália, e seu nome constitui uma variação da palavra PEPERONI. Com picância quase ZERO Scoville, ou seja muitíssima suave, é ideal para temperar carnes e complementar molhos.
Seus frutos maiores que a dedo-de-moça tem média 10cm de comprimento e 2,5cm de largura.
Seu PICLES é muito famoso e apreciado na culinária.

Pimenta MULATA
                                       (Capisicum annuum)(Ardência : 3.000 Scoville)
Conhecida também como sweet purple peppers devido a sua interessante cor roxa, produz efeitos muito decorativos nos pratos. Mede em torno de 2,5com de diâmetro e 5,5cm de comprimento. Com sabor semelhante ao do pimentão, deve ser usada em saladas, crua ou grelhada. Cultivada principalmente na Holanda e alguns produtores no Brasil (aqui em casa tem dela).


Pimenta no Azeite de Oliva
Ingredientes
- 1 xícara (chá) de azeite de oliva extravirgem
- 2 dentes de alho picados
- 1 colher (chá) de suco de limão
pimentas selecionadas à sua escolha
Modo de fazer
 Retire as sementes e os talos das pimentas.
 Frite o alho no azeite até ficar levemente dourado.
 Coloque as pimentas em um vidro de conserva, deixando um espaço livre de 2 cm. Aqueça 1 xícara (chá) de azeite a 300o C.
Enfie o cabo de uma colher no meio das pimentas e abra um buraco.
Despeje o azeite quente lentamente, para que penetre.
 Complete o pote com azeite até atingir 0,5 cm da boca e tampe bem firme. Deixe esfriar naturalmente. Conserve na geladeira.

 
              Conserva Básica de Pimenta
Ingredientes
• Pimentas selecionadas de sua escolha.
• 2 copos de vinagre branco
• Colher de sopa de açúcar
• Colher (chá) de sal
Modo de fazer
 Faça uma calda com o vinagre, o sal e o açúcar, levando essa mistura para ferver por dois minutos.
 Faça o branqueamento das pimentas cozinhando-as no vapor, sem que fiquem muito moles.
 Coloque-as num vidro esterilizado e jogue a calda quente por cima.
 Deixe esfriar, tampe e conserve na geladeira.



                 SORVETE DE PIMENTA com calda quente de chocolate
Ingredientes:
• 1 pote de 2 litros de sorvete de creme
• 1 pote de geléia de pimenta (cerca de 190 g)
• 200 g de chocolate meio-amargo picado
• ¾ xícara (chá) de água
• 1 colher (sopa) de açúcar ¼ xícara (chá) de creme de leite fresco
• 1 colher (chá) de manteiga
• 1 colher (sopa) de rum
Modo de Preparo:
 Deixe o sorvete em temperatura ambiente até ficar levemente amolecido.
 Misture a geléia e volte o sorvete para o freezer.
 Para a calda, coloque o chocolate, a água, e o açúcar numa panela em banho-maria. Deixe em fogo baixo mexendo sempre até o chocolate derreter completamente.
 Continue cozinhando em banho-maria por mais 15 minutos mexendo de vez em quando.
 Retire do fogo e misture o resto dos ingredientes.
 Sirva imediatamente sobre o sorvete ou conserve em geladeira para uso posterior, neste caso reaqueça a calda em fogo baixo.
 CHUTNEY DE TOMATE - Culinária da Inglaterra
Ingredientes
• 1 lata de tomate pelado e picado
• 1 unidade cebola picada
• 1 colher (café) de casca de limão em tiras
• ½ chícara (chá) de vinagre branco
• 1 colher (chá) de grãos de mostarda
• ¼ xícara (chá) de açúcar mascavo
• 1 colher (chá) de pimenta-da-jamaica
• sal a gosto.
Modo de preparo
 Em uma panela coloque o tomate, a cebola, o vinagre, as sementes de mostarda, o açúcar mascavo, a pimenta da Jamaica e o sal.
 Leve ao fogo para cozinhar
 Sirva com frango grelhado

  MOLHO DE GOIABA COM PIMENTA -DA- JAMAICA
(você encontra pimenta de todos os tipos nos Mercados Central das capitais)
Ingredientes
• 4 unidades de goiaba média
• ½ xícara (chá) de vinho branco
• ½ xícara (chá) de suco de laranja
• 1 unidade de cebola picada
• 5 colheres de sopa de azeite de oliva
• Sal a gosto
• Pimenta-da-jamaica moída – a gosto.
Modo de preparo
 Lave as goiabas, descasque-as, tire as sementes. Pique a polpa e coloque no copo de liquidificador
 Junte o suco de laranja e o vinho
 Bata por 1 minuto até ficar homogêneo.
 Retire e reserve
 Descasque a cebola, lave-a e rale. Reserve
 Coloque em uma panela o azeite de oliva, a cebola e a pimenta. Leve ao fogo e refogue por 3 minutos, mexendo de vez em quando, ou até a cebola ficar macia.
 Junte o creme de goiaba e o sal. Abaixe o fogo. Cozinhe mexendo de vez em quando, por 15 minutos ou até obter um molho levemente encorpado. Acerte o sal e retire do fogo.
Sirva co lombo de porco.

TACO MEXICANO - APIMENTADÍSSIMO
Porções: 4 - Tempo de Preparo: 25 minutos -  Tempo Total: 25 minutos
Ingredientes:
• 4 tortilhas de farinha de trigo de 20cm
• 1 1/2 colher (chá) de azeite
• 1 cebola roxa, em lascas
• 1 abobrinha cortada longitudinalmente em quartos e em fatias finas
• 1 1/2 xícara de champignon fresco fatiado
• 2 colheres (chá) de pimenta ardida em pó (chili powder)
• 1 colher (chá) de cominho em pó
• 1 1/2 xícara de milho verde congelado
• 2 colheres (sopa) de massa de tomate sem sal
• 3/4 de xícara de molho de tomate apimentado, suave ou meio ardido
• 1 lata de 420g de feijão preto, lavado e escorrido
• 3 colheres (sopa) de coentro fresco picado (ou salsa)
• 1/4 de xícara de queijo cheddar ralado
• 1/4 de xícara de creme de leite azedo light
Modo de preparo:
1. Pré-aqueça o forno a 180º (médio). Embrulhe as tortilhas em papel-alumínio e coloque no forno por 10 minutos, até aquecê-las.
2. Enquanto isso, aqueça, o azeite em uma frigideira anti-aderente grande, em fogo médio, sem deixar fumegar. Refogue a cebola, a abobrinha e o champignon por cerca de 8 minutos, mexendo de vez em quando, até a cebola ficar tenra e o champignon soltar seu líquido. Acrescente a pimenta ardida em pó, o cominho e o milho verde e cozinhe por aproximadamente 2 minutos, até sentir o aroma. Adicione a massa de tomate, o molho apimentado, o feijão preto e o coentro e cozinhe por cerca de 2 minutos, até aquecer por igual.
3. Recheie cada tortilha com a mistura de hortaliças, salpique com o queijo cheddar e coloque uma colherada do creme de leite azedo. Enrole as tortilhas, corte ao meio se preferir, e distribua entre quatro pratos.
Conselhos úteis: Para facilitar a limpeza, unte o ralador com spray anti-aderente antes de ralar o queijo. As tortilhas podem ser substituídas por metades de pão sírio; você não terá os legítimos tacos mas, com certeza, terá um prato saboroso.

COMPOTA DE PIMENTA
Pulo do gato: o segredo desse doce é a canela que tira grande parte do ardor da pimenta.
Para cortar as pimentas recomenda-se o uso de luvas. As pimentas podem queimar as mãos.
Ingredientes
• 11/2 kg de pimenta dedo de moça
• 1 ½ de açúcar
• 1 litro de água
• 10 g de canela em pau
• 10 gramas de cravo
Modo de preparo
 O primeiro passo é retirar as sementes de pimenta
 Depois deve escaldá-las
 Enquanto isso prepare a calda co açúcar
 Quando estiver fervendo coloque a canela e o cravo
 Meia hora no fogo e está pronta a versão doce de pimenta.
Uma delícia que faz sucesso! Bom proveitoooooooooooooo!!!
               CHOCLOLATE COM PIMENTA
TRUFA DE CHOCOLATE COM PIMENTA
Receita enviada por Gilda Ferreira Machado - 30 min 30 porções -  (Opine)
Ingredientes
• 300 g de chocolate ao leite
• 200 g de chocolate meio amargo
• 1 lata de creme de leite com soro
• 1 colher de sopa de mel
• 2 colheres de sopa de conhaque
• Gotas de molho de pimenta a gosto
• Chocolate para banhar
• Chocolate em pó para polvilhar
Modo de preparo
1. Derreta os chocolates acrescente os demais ingredientes
2. Mexa bem
3. Leve à geladeira por 3 horas
4. Enrole fazendo bolinhas que não precisam ser perfeitas
5. Banhe no chocolate
6. Coloque sobre papel manteiga
7. Polvilhe o chocolate em pó
8. Cuidado com a pimenta não exagere
9. O bom é sentir um leve toque de pimenta
10. É uma delícia


NOTA – Combinações inusitados de sabores você pode ver nos bistrôs descolados do Rio e São Paulo


REQUINTE Foie gras com banana flambada ao rum e chocolate ao molho de pimenta, sorvetes de pimenta – etc. etc. Veja no GOOGLE doces de pimenta com abacaxi, geléia de pimenta e muitas e muitas receitas apimentadas.

12 comentários:

  1. Caramba, tá muito bom seu texto e a pesquisa que fizeste! Parabéns, não sei como ninguém comentou ainda! Um abraço e valeu pelo texto e pelas informações. Boa Sorte!

    ResponderExcluir
  2. Vagando nessas tantas ruas virtuais, encontrei tua porta de amante das Letras aberta - e entrei. Devo anunciar-me como um desses que diz "Oi, de casa! Trago aqui em minhas mãos a chave para dias melhores: escrevo e vendo livros!". Assim, venho te convidar para visitar o meu blog e conhecer as sinopses de meus romances, a forma de adquiri-los e, posteriormente, discuti-los. Três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço literário,

    João Bosco Maia

    ResponderExcluir
  3. Estava procurando um artigo sobre pimenta cumbari contra hemorróidas, mas seu artigo está ótimo...

    ResponderExcluir
  4. O MELHOR ARTIGO QUE ENCONTREI ATE HOJE,PARABENS PELO TRABALHO !
    AGORA VOCE SABE ME DIZER ONDE ENCONTRO O EXTRATO CONCENTRADO DE HABANERO ?
    JA PROCUREI MAS ATE AGORA NADA !
    MEU EMAIL : pousadaluardapraia@gmail.com
    MEU NOME RENILTON LUIZ
    (085)3219-0044

    ResponderExcluir
  5. Adorei a matéria.. Esta ótima mesmo! Gostaria de saber onde encontro um pé,uma muda,ou sementes da pimenta mulata? Se puderes me responder,meu email: Leti.veteri@yahoo.com.br. Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  6. ótimo artigo,parabens

    ResponderExcluir
  7. eu tenho 1 pé de pimenta pitanga amarela,+ a danadinha arde d+ existe 1 receita p. que ela se torne + amena um pouquinho?

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do tema Pimenta.
    Concordo do sobre os seus benefícios ,principalmente na alimentação dos pacientes com Dor ORALFACIAL.(Enxaquecas,Dor de cabeça).
    Muitas das vezes os fármacos (analgésicos) não tem efeito.
    A minha recomendação e lembrar de um outro tipo de especialista . .O DENTISTA (,Ortodontista ) .
    Resumindo =,Alimentação Saudável,(com pimenta) (Excluindo Anti nutrientes. Lista muito Grande).
    Ortodontista,
    Sou Alexandre SENA,sou Dentista,pós-Nutrição e Plantas Medicinais.
    Estou começando um blog.Nome é VIVA BEM LEGAL
    http://vivabemlegal.blogspot.com.br/
    Devo escrever no próximo post Sobre Dor Orofacial
    Caso tenha interesse meu e-mail vivabemlegal@hotmail.com
    ,

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito de pimenta, esse e o melhor blog que já li sobre pimentas, parabéns.

    www.estudared.com.br

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pela picante aula.
    Excelente material; cultural e culinário.

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pela picante aula e pelo amplo material; cultural e gastronômico.

    ResponderExcluir